domingo, 26 de setembro de 2010

"Harder!" he said

Mordi minha boca. Umas cinco vezes no mesmo lugar. E toda vez que sentia parar de doer, eu mordia mais uma vez. Agora desfilo com um buraco na boca que nunca sara, por pura insistência. Uma ferida fresca que eu não aprendi a parar de cutucar. Parece que faz bem sentir que ela ainda está aqui, apesar da dor.

80 mph, drinking, lying, fucking, cheating... this generation has learned to live with holes.

4 comentários:

Anônimo disse...

Subjetividade implícita?
I like your style, girl!
;)

Martini disse...

estou realmente com uma ferida aberta na boca, e a dor é viciante.

não há nada "implícito". subjetividade é para mulherzinhas e fracos de espírito que precisam que as coisas tenham mais significado do que elas realmente possuem...

illnurseyou disse...

total clube da luta isso, sabe?

Martini disse...

palahniuk could drive my truck along the road, drinking cheap whiskey out of a flask and banging cheap road whores, I wouldn't mind at all...